sexta-feira, 9 de abril de 2010

Quando a maldade aparece os olhos se fecham para a verdade

A nossa vida é cheia de altos e baixos estamos sempre em uma roda gigante buscando uma maneira de não cair no balanço do carrinho que nos transporta.. como eu digo – “A vida é uma maquina que não pode parar”, cada nova situação acontece para alinhar e nos deixar ligados e espertos com relação as pessoas que nos cercam. Mas como é difícil entender algumas coisas...




Fico pensando será que depois de uma traição ou de uma apunhalada pelas costas podemos ser as mesmas pessoas de antes, aquela inocente que não via a maldade em nada... vendo nas pessoas a honestidade e a sinceridade o tempo todo, acho que isso deve ser conseqüência de um passado de cuidado onde éramos totalmente dependentes, como tudo nessa vida tende a evoluir nos tornamos dependentes até encontrar a interdependência.

Eu estou aqui tentando estudar para a prova de inglês de amanhã juntando o telefone da empresa que não para de tocar, os vendedores que sempre me pedem alguma coisa, se não bastasse tudo isso ainda não consigo me concentrar. Por quê? Simples, o pensamento sai voando e quer se libertar ele não vê à hora de me ver sentada em frente à telinha, assim como estou agora colocando todas essas palavras que saltam pra fora como se não houvesse outra saída senão essa, a de expressar aquilo que estou sentindo.... assim sou eu quando me pego nesses pensamentos.. ai vida porque tem que ser assim.. por que não posso ser simples, tenho sempre que buscar resposta pra tudo... Mais adoro isso! É o que me faz viver, me faz sonhar e me faz ir ainda mais longe. Desbravar terras distantes e inalcançáveis na esperança de conquistá-las e povoá-las.




Agora retomando o meu pensamento inicial, será que podemos encontrar um equilíbrio e voltar à verdadeira essência? Por que essa nossa vida bandida não vê à hora de nos roubar o tempo com àquela pedra no nosso caminho... aiaiaia é a TREVA... agora é o momento onde tudo some e eu fico naquela indecisão de como colocar as palavras no papel e conseguir me expressar..
Vamos lá...

Eu sou prova viva de traições, decepções enrascadas, escândalos, já passei por tudo nessa vida e já vivenciei muita coisa, mas não foi tudo e nem o suficiente ainda tem muito chão por ai, nem todos eu quero percorrer... mas aqueles que ainda não foram desbravados por mim hã esses eu to loca pra encarar e descobrir, neles estão novas formas de encarar a vida. É engraçado como cada pessoa tem um jeito diferente de lidar com a mesma situação. No meu caso eu lido com as coisas passando por elas experimentando e vendo qual é a sensação de passar pelo fogo, tudo para poder achar o equilíbrio e poder encontrar as respostas sem a interferência das pessoas que me cercam, mas pelas minhas próprias conclusões. Acho que tenho esse interesse por que sou um ser muito complexo e gosto de saber ao certo onde estou pisando antes de cair na areia movediça.

Falo por mim eu não sei quando vou conseguir confiar em alguém novamente ainda mais se tratando de pessoas que vivem nesse mundo onde vivemos tão dissolutamente, onde os princípios foram sendo deixados de lado com o passar das estações e a moral foi perdendo o seu respeito. Hoje, homem e mulher disputam o mesmo mercado na “bolsa dos valores”... nós mulheres queremos e buscamos respeito, mas também lutamos pela igualdade. Depois da independência da mulher, economicamente e socialmente percebemos que as coisas começaram a tomar outro rumo e ter outro sentido. As mulheres estão passando de sexo frágil para sexo selvagem matando um leão a cada dia. Seja ele no trabalho, na família, nos negócios, no amor. Elas assim como eu estão em conflito todos os dias, pois não foram feitas para tomar decisões racionais, elas foram feitas para analisar, detalhar para que um homem possa bater o martelo e dizer: “- É melhor assim”. Porém, a coisa ta tão feia que o homem está abaixando a guarda e a cabeça se deixando dominar e elas estão tomando a rédea da situação e estão tendo a atitude, pagando a conta e fechando o cerco.




Sabemos que nós mulheres podemos ir longe somos mais perceptivas, conseguimos executar várias tarefas ao mesmo tempo, somos lindas, poderosas, sabemos aquilo que queremos e como podemos fazer e mexer os pauzinhos para conseguir. Mas também sabemos da nossa fragilidade somos muito sentimentais e isso nós faz ser mulheres, porém nos dias de CÃO nos quais estamos vivendo estamos sendo forçadas a uma terrível mutação, estamos perdendo o nosso sentimentalismo e estamos buscando em nossa razão a explicação e decisão para as nossas atitudes. Estamos preferindo sair para trabalhar e deixar nossos filhos com os nossos maridos que se tornaram eficientes donas de casa.. é ai onde eu me pergunto onde esse mundo vai parar..

A pior coisa é a inversão de valores, isso desorienta, trás as doenças da modernidade, acarreta os males desse século e faz das pessoas objetos descartáveis tanto para o sistema quanto para as outras pessoas. Em um mundo onde não se tem mais cão e tem que se caçar com gato criou-se a necessidade de ser “prudente como a pomba e astutos como a serpente”. E o amor está cada dia se ESFRIANDO mais e mais.

A coisa ta difícil mesmo, nem eu me entendo mais às vezes... mais fazer o que continuar seguindo e não parar nunca, pois se tem uma coisa que eu aprendi é que o mundo não para só por nossa causa, ele não quer nem saber se estamos morrendo, se estamos em frangalhos ou totalmente despedaçados ele não vai esperar pela nossa reconstrução.





Então meu povo vamo que vamo.. nessa roda da vida.

SE TE DOU UM CONSELHO É ESSE USE O FILTRO SOLAR....

Nenhum comentário: